era uma vez uma casinha

Um casal que mora em Resende, nos procurou após adquirir uma velha casinha de vila no Engenho Novo. O imóvel era bem antigo e necessitava de uma grande reforma. Os clientes pediram uma reforma que tornasse o imóvel mais prático, iluminado, jovem, cheio de cores, mas que não perdesse a essência de uma casinha de vila construída na década de 30. Desafio aceito, partimos para o projeto, nossa primeira sugestão foi cobrir a área externa para aumentar a área útil da casa. Com isso, construímos um segundo banheiro, um closet e o quarto maior virou a suite do casal. A outra metade que foi coberta se transformou em copa e área de serviço, otimizando assim cada centímetro da casinha. Foi preciso refazer todo o emboço da parede da sala que já estava bastante desgastado, e para nossa surpresa, encontramos uma linda parede de tijolinhos que acabou virando um grande destaque. As janelas e portas são originais da casa, e toda a pintura de anos foi retirada e revelou uma madeira linda e rústica. A parede que ficava entre a sala e a cozinha foi demolida até a metade e se transformou em uma bancada que recebeu uma prancha em L de madeira de demolição. A cozinha foi toda refeita, e o trecho acima do granito preto São Gabriel, recebeu ladrilhos hidráulicos de padrão geométrico na cor turquesa. Os armários levam acabamento em fórmica na cor cereja, a bossa ficou por conta dos puxadores de porcelana que a própria cliente escolheu. Janelas de outra obra, que seriam descartadas, foram tratadas, pintadas e usadas como cabeceira e divisória entre copa e área de serviço. Na suite pendentes garimpados na feira de antiguidades da praça XV foram usadas nas laterais da cama substituindo os abajures. No quarto da frente a grade que foi retira da antiga janela da suite, foi tratada, pintada e usada como painel porta trecos. 

sala de estar